O que é Due Diligence: um guia explicativo

Auditoria Interna 10/09/2018
O   que é  Due Diligence: um guia explicativo

O   que é  Due Diligence: um guia explicativo

 

            Saber o que é a Due Diligence é a primeira etapa que você deve seguir antes de fazer a aquisição de uma nova empresa. É a partir desse processo que você saberá se está prestes a assumir um negócio com um bom retorno financeiro,  ou se está adquirindo um património com grandes riscos a longo prazo.

            Mas afinal, o que é Due diligence? Em português, o termo significa diligência prévia. Dito isso, podemos dizer que é uma forma de analisar uma transação comercial, tomando  alguns cuidados de forma antecipada.

            Quer saber mais sobre esse processo, inclusive, como executá-lo antes de fazer qualquer investimento? Leia os próximos parágrafos com muita atenção!

 

O que é Due Diligence?

 

            A Due diligence é um processo que reúne, analisa e interpreta informações de determinado departamento de uma empresa. Isso ocorre, principalmente, por meio de coleta e análises completas de documentos importantes.

            O processo de Due Diligence deve ser executado por uma equipe bem preparada. Geralmente a equipe é composta por profissionais de diferentes áreas. Podemos incluir auditores internos, advogados, contadores, engenheiros, analista de tecnologia da informação, entre outros.

 

Em quais momentos devo executar a Due Diligence?

 

            Esse tipo de  investigação ocorre em 3 situações bem específicas:

 

·         Quando é preciso examinar questões de integridade durante as transações de produtos e serviços. Isso ocorre muito em licitações públicas, em que empresas estatais investigam o histórico de reputação de cada fornecedor antes de firmar algum tipo de parceria duradoura.

·         Quando um investidor precisa avaliar a viabilidade de uma aquisição de uma nova empresa. Nesse caso, o investidor avalia pontos positivos e negativos na compra do novo negócio, examinando, por exemplo, se o preço de venda da organização corresponde ao que ela vale no mercado, naquele momento da negociação.

·         Por fim, quando é necessário analisar as questões envolvendo uma fusão de organizações empresariais. Basicamente, esse processo envolve estudar os benefícios ou as desvantagens envolvendo a junção de 2 patrimónios corporativos.

 

Para que serve a Due Diligence?

 

            A Due Diligence serve para oferecer apoio racional a um investidor (ou a uma entidade corporativa) em uma situação de compra de empresas ou serviços. Lembrando que a Due Diligence é uma investigação de documentos; portanto, ela deve oferecer informações importantes que ajudem a alta administração a tomar decisões seguras.

            E por que Esse é o foco de um processo de due diligence? Ela visa duas finalidades:

 

·         Identificar oportunidades de mercados que vão agregar mais valor;

·         Detectar riscos para que os investidores não assumam negócios que gerem prejuízos a longo prazo.

 

Vamos trazer um exemplo para tornar isso mais claro?

 

            Suponha que você decidiu adquirir uma nova empresa. Embora você já tenha um negócio bem estabelecido, seu objetivo com esse novo investimento, é expandir suas atividades e aumentar a sua participação de mercado.

            No entanto, para saber se você está perto de fazer uma decisão lucrativa, você precisa conhecer a lucratividade média da empresa que está querendo adquirir.

 

Executando o Due Diligence

 

            Para isso, é necessário executar um processo de Due Diligence envolvendo o departamento financeiro dessa organização. Isso significa conferir os balanços financeiros dos últimos 5 anos, solicitando demonstrativos e livros fiscais. Esses relatórios vão dizer se essa nova empresa tem aumentado o faturamento, anualmente.

            Dessa forma, você saberá se está entrando em um bom negócio, ou se está assumindo algo arriscado, caso essa empresa não possua boas estimativas de faturamento.

 

Resumindo o que é Due Diligence

 

            Vejamos o que você acabou de fazer, de acordo com o nosso exemplo:

 

·         Analisou informações do seu interesse, com um departamento específico;

·         Tentou identificar oportunidades, fazendo uma projeção financeira da empresa;

·         Buscou encontrar indicadores que apontassem algum tipo de risco.

 

Como executar a Due Diligence?

 

            Você pode executar a Due Diligence, seja em uma situação de compra de empresa ou serviços, em 3 etapas principais:

 

1. Definir o tipo de análise durante a Due Diligence

 

            Essa etapa significa definir qual aspecto da transação você irá analisar. Tradicionalmente, existem 3 tipos de análise

:

·         Financeira. Aqui você enxerga a negociação sob a ótica do lucro, do retorno financeiro a longo prazo;

·         Fiscal-contábil. Essa análise foca no aspecto tributário e fiscal do empreendimento;

·         Legal. Aqui você avalia questões legais, como contratos, litígios pendentes.

 

2. Coletar documentos importantes

 

            Suponha que você decidiu avaliar o aspecto fiscal-contábil. Seu próximo passo é coletar documentos importantes que contenham informações sobre a contabilidade fiscal da empresa. Isso significa reunir documentos como: apuração de lucro, escrituração, declarações tributárias, etc.

 

3. Entrega de relatório

 

            Depois de definir o tipo de investigação, e coletar documentos importantes para isso, vem a etapa seguinte, que é avaliar as informações. A essa altura, você, certamente, identificou oportunidades de negócios e riscos. Portanto, agora, é necessário documentar sua investigação e suas conclusões, e apresentá-las ao seu investidor, ou a sua entidade corporativa.

 

Saiba mais!

 

            O que você achou desse artigo? Gostaria de fazer algum tipo de pergunta sobre o que é a Due Diligence na prática, envolvendo outros exemplos? Aproveite que você está aqui e escreva a sua pergunta nos comentários!

Assine nossa newsletter

Inscreva-se em nossa newsletter e receba conteúdos em seu email toda semana!